Stockpickers #72 Outliers #14

Thiago Salomão e Renato Santiago conversaram Gustavo Daibert (Bahia Asset) e João Sandrini; Samuel Ponsoni conversou com Flavio e Rodrigo Terni

Stockpickers #72

Thiago Salomão e Renato Santiago conversaram Gustavo Daibert (Bahia Asset) e João Sandrini

Gustavo tem 15 anos de mercado e João trabalha hoje em uma empresa de marketing digital

IPO

Início

Quando vem uma empresa nova de um novo setor, é desafiador mas é onde pode se destacar

Toda equipe de gestão e pelo menos 2 analistas são dedicados à empresa do IPO

Entender diferencial competitivo, cadeia de fornecedores, barreira de entrada, diferencial competitivo

João lembra que a pessoa física não consegue ver todos IPOs, então escolher empresas que sejam muito boas

Gosta de Inter por oferecer produtos mais baratos que bancos

Precificação

É um desafio, nem todos IPOs são bons nem todos são ruins

Se dono quer que empresa cresça mais, IPO é necessário

Se preço sai muito caro, empresa perde credibilidade frente ao mercado (não concordo 100%)

Fazer fluxo de caixa descontado e comparar com o preço está sendo ofertado pelo acionista atual

2007

Algumas coisas estavam fora de preço, mas é fácil olhar para o passado

O mercado e o setor aprendeu junto, como foi o setor de homebuilders -> aprendeu na parte a deseconomia de escala

OGX não era case óbvio, era única opção para investir em petróleo além da Petrobras. Tinha excelentes ativos, excelentes pessoas e funding do Eike

De 25 empresas vindo para IPO, Bahia Asset estudou 15, modelaram 8 e entraram em 5

Hoje os juros são mais baixos e não é necessário entrar na bolsa para ter recursos

Investir no que você conhece minimamente

Isonomia de informações

João entende que nunca ocorrerá isonomia de informações, afinal o tempo da empresa é escasso. RI se dedica a quem tem mais dinheiro no bolso

Salomão lembrou que CVM reclama se há informação fora do prospecto

Empresas investidas

Entraram em Petz, Soma, Hidrovias do Brasil e Grupo Mateus

Entender cultura da empresa, quem é o fundador, como funciona a receita

Mais da metade da receita é alimento, que é bastante resiliente

E o mercado é bastante fragmentado

Localiza -> aprendeu a fazer economia de escala (compra carro com 20% de desconto) e repassa desconto para cliente

Melhor trade

Bahia -> setor de educação -> KROT ganhou 700%

João -> BTG

Pior trade

Bahia -> Vale no evento de Brumadinho

João -> COGN

Top convicções

Bahia -> Vale, B3, Cyrela, MGLU, Gerdau

João gosta de shoppings

Outliers #14

Samuel Ponsoni conversou com Flavio e Rodrigo Terni

O que são fundos quant?

O quant é apenas uma ferramenta. O trabalho do gestor é montar este quebra cabeça do mercado, mas o problema é que o quebra cabeça ficou muito complexo (com infinitas peças)

Agora o mercado se mexe muito rápido e a quantidade de informação é absurda.

A ideia seria juntar o máximo de peças possível e inferir para onde o mercado vai

Mas se gestor se recusa a usar quant, ele pega algumas peças e acha que vê tudo

Entendem que mercado vai se transformar bastante nos próximos 10 anos

Quant é o novo smartphone. Todo mundo compra celular supondo que é um smartphone, daqui a pouco todos os fundos serão quant

Formação

São 4 sócios. Rodrigo fez uma empresa de software voltada para desenvolvimento de tecnologia para ações.

Jorge/Cris tocavam gestora de tech. Tomada de decisão não era feita via tecnologia, decidiu criar uma gestora

Entendiam que mercado ia passar por uma disrupção muito grande

Flavio trabalhava na mesa do Santander e toca o marketing da companhia

Fusão Visia Zeitgeist

Namoraram bastante, gostaram bastante e viram sinergia

Dia a dia

Gestora comum: processo de pesquisa, tomada de decisão e efetivamente comprar a ação

Giant Steps: processo de pesquisa não é analógico, coletam o máximo de informação possível para a pesquisa; tomada de decisão é sistematizada (forma de escalar a empresa), quer ser a Starbucks, que serve o mesmo café no mundo inteiro; execução (robô é muito mais rápido)

O que o ser humano precisa colocar: limite de risco, alocação de risco, hora de sair, fazer melhorias no sistema

Matemática e estatística são muito importantes e olimpíada de matemática mostra a competitividade

Estratégias

2 famílias: Zarathrusta/Dharios (trend following, quando ser humano fica irracional) , Sigma/Axis (análise fundamentalista, ser humano racional)

Correlação do Sigma com fundos multimercado comuns é maior

Dharios tem 2/3 da volatilidade do Zarathrusta

Sigma tem 2x a volatilidade do Axis

Zarathrusta tem 30 estratégias diferentes

Principais crises

Sofreram com Joesley Day, revisaram modelos e decidiram se expor mais para fora

Risco de ter modelos roubados?

São várias ideias que juntas são muito fortes, apenas 1 ideia não faz tudo.

Sistema não pode ser roubado, pois é o conjunto de várias peças e cada pessoa (com exceção dos sócios) só sabe do seu trabalho

Carteira

Hoje estão over em ações, estão aumentando em dólar e zerados em juros

Comprado em commodities metálicas e vendido em agrícolas

O que mudou

Timing de compra -> quais dados você está usando?

A estratégia tem prazo de validade, você precisa sempre de estratégias novas

O que ver em uma gestora

Processo de coleta, tratamento e disponibilização de dados

A estratégia é robusta o suficiente para navegar cenários diferentes?

Qual a sua vantagem competitiva?

Como que faz a execução?

Clique aqui para ler sobre outros Stockpickers

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.