Stockpickers #73

Thiago Salomão e Renato Santiago conversaram sobre China com Rui Cavendish (ARC) e Roberto Dumas (professor de Ibmec)

China é muito complicada, não dá para entender completamente ela

Overview China

Comunista até 1946. China hoje não é comunista, mas não dava para tirar partido chinês pois reformas não poderiam ser implementadas. Dan Xiaoping deixou o partido comunista mandar no país em troca das reformas

1994 China virou um capitalismo estatal ou economia socialista com características chinesas, pois nome capitalismo não pega bem

Mas China ainda tem características marxistas e nelinistas (meios de produção pertencem à população através do Estado e governo precisa ser controlado por um só partido)

A empresa que não é estatal tem proximidade com o Estado

Até 1990 o foco era consumo, depois começaram a privilegiar a indústria (produção). China passou a ser um polo exportador

Na crise de 2008 a China estava com vários Us -> unstable, uncordinated, unbalanced

E precisava ser mais consumption oriented, salário chinês está crescendo acima da produtividade

O que trouxe a China até aqui não vai conseguir levar ela para frente, mas “time que está ganhando não se mexe” e China vive esse dilema atualmente

Empresas

Vale vende 50% para a China, só não aumenta participação por querer ter diversificação de clientes

WEG não tem estratégia de preço na China, focam em qualidade

Suzano vende bastante papelão e celulose na China

Alpargatas/Grendene estão criando mercado de chinelo que não existia lá

Embraer é a grande perdedora por contar demais com a política de governo do PT, chinês roubou propriedade intelectual da Embraer e criaram uma empresa concorrente. Criou uma fábrica na China e não teve demanda de aviões comerciais, o que salvou jatinho

Alimentos

30% das exportações brasileiras vão para a China, sendo 75% da soja brasileira e 52% da carne

Tem um problema da gripe suína africana que será resolvido apenas em 2025 – 26 e Dumas entende que estruturalmente China irá demandar mais soja/farelo de soja (para alimentar os animais) e menos carne (pois irá criar os animais lá)

Problema da proteína animal é depender de aprovação do governo, há risco político muito grande

Bolsonaro x Huawei pode implicar negativamente nas empresas

Guerra Comercial

China hoje tem um superávit fiscal contra os EUA e com essa sobra de dólares paga as exportações brasileiras.

Se houver desfecho relevante na briga EUA x China, China pode ter dificuldade em ter dólares o que complica a sua capacidade de pagar os bens que brasileiros exportam para ela

Uma alternativa seria pagamento em yuan

Rui entende que China não aguenta mais 1 ano de tradewar

Até o momento, de maneira consolidada, déficit comercial dos EUA piorou

Não com a China, mas com outros países. Ao invés de comprar da China, estão comprando do Vietnã (por exemplo)

Números que não pode confiar

Deficit fiscal -> olha apenas para o governo central

Desemprego -> metodologia ruim, pois leva em conta apenas população urbana e registrada

Vendas do varejo -> leva em conta compras do governo, o que atrapalha a sua aplicabilidade

Melhor ver consumo de energia pois a China é energy intensive

Pessoas às vezes são incentivadas a maquiar dados para bater metas

Yuan

China quer transformar yuan em moeda internacional, mas conta capital é fechada

Se abrir conta capital, pode ter inflow/outflow de dinheiro

Na prática a China só vai abrir a conta capital quando parar de usar os bancos para legitimar o crescimento econômico

Não faz sentido ter yuan se a conta capital não é aberta

Existe interesse de alguns países produtores de petróleo de fugir às possíveis sanções dos EUA (como aconteceu no Irã), então eles podem se esforçar em viabilizar o yuan como moeda internacional

Shadow banking

Onde empresas que não conseguem captar de bancos estatais vão captar recursos

Coreia do Norte

É o cachorro da China, uma maneira de demonstrar poder da China contra Japão/EUA

Clique aqui para ler sobre o Stockpickers #72

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.